Agendar Consulta | (11) 94007-6113
Fechar
Icone Newsletter
Inscreva-se na nossa newsletter

Inscreva-se e receba em primeira mão novidades e materiais exclusivos sobre Reprodução Humana produzidos pela Dra. Fernanda Valente.

Fique tranquilo que o seu e-mail estará a salvo conosco. Nós também não gostamos de SPAM!
Nome completo:

Uretrite

2460


A uretra é um canal que liga a bexiga ao meato urinário, orifício de saída da urina e do sêmen do corpo humano para o meio exterior. A uretrite é uma infecção da uretra. Ela pode ser causada por diversos fatores, como bactérias, vírus, traumas ou por agentes químicos.

Tipos de uretrite e causas

Os agentes causadores da uretrite são transmitidos principalmente via contato sexual, embora a uretrite em si não seja uma infecção sexualmente transmissível (IST). Algumas bactérias também podem atingir outros órgãos, como a faringe e o ânus, portanto a única forma de prevenção da doença é a utilização de preservativos.

As uretrites causadas por bactérias são as mais comuns e divididas em dois grupos: gonocócicas e não gonocócicas. As gonocócicas são as mais agressivas, pois são causadas pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, agente causador da gonorreia. Esse tipo de infecção é mais prevalente nos homens, já que é fácil a bactéria penetrar na uretra durante o contato sexual. Nas mulheres, isso é mais difícil de acontecer. As uretrites não gonocócicas são causadas por outros tipos de agentes, como a Chlamydia trachomatis. Essa bactéria pode não provocar sintomas exacerbados, por isso existe uma chance maior de transmissão.

As uretrites também podem ser virais, mais comumente causadas pelo mesmo agente do herpes simples, ser decorrentes de traumas internos ou externos, como cirurgias no local ou a entrada de corpos estranhos, ou ser causadas por agentes químicos, como espermicidas presentes no preservativo.

Existem alguns casos da chamada uretrite psicogênica, ou seja, uma doença causada por algum distúrbio emocional pelo qual a mulher ou o homem passaram. Nesses casos, é importante o apoio de um psicólogo ou psiquiatra.

Sintomas

Os sintomas, que podem variar muito, dependem do agente causador e do gênero do paciente. Os sintomas do homem são diferentes dos da mulher. No entanto, em ambos pode acontecer de a doença afetar outros órgãos, principalmente se não for tratada corretamente.

Na mulher, a doença, pela proximidade, pode afetar o colo do útero, provocando a cervicite ou endocervicite. Outro problema é o risco de a mulher desenvolver a doença inflamatória pélvica (DIP). No homem, a uretrite pode causar infecções nos órgãos próximos, como próstata (prostatite), testículos (orquite) e epidídimo (epididimite). Homens e mulheres também podem ter quadro de cistite, uma infecção da bexiga. Cada uma das infecções deve ser tratada.

Os sintomas mais agressivos são da uretrite gonocócica.

No homem, os sintomas mais observados são:

Na mulher, os mais comuns são:

Os sintomas da uretrite não gonocócica são mais brandos, mas parecidos. O médico analisa cada caso para determinar o tipo de infecção.

Diagnóstico

O diagnóstico é simples, principalmente nos casos em que há sintomas visíveis. O relato dos sintomas e o exame físico, muitas vezes, são suficientes para o diagnóstico da doença. No entanto, muitos médicos, para confirmar o diagnóstico, pedem exames de urina e/ou o de análise da secreção uretral.

Tratamento

O tratamento, de modo geral, é feito com medicamentos, principalmente com antibióticos, já que a maioria dos casos da doença é provocada por bactérias.

Depois de examinar o paciente e verificar os resultados dos exames, se necessários, o médico prescreve a medicação e a posologia mais adequada para o caso. Quando é possível, o tratamento é direcionado para o casal, já que um pode ter transmitido a doença para o outro.


Compartilhe:

Facebook Whatsapp Linkedin

Último Post:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *