Agendar Consulta | (11) 94007-6113
Fechar
Icone Newsletter
Inscreva-se na nossa newsletter

Inscreva-se e receba em primeira mão novidades e materiais exclusivos sobre Reprodução Humana produzidos pela Dra. Fernanda Valente.

Fique tranquilo que o seu e-mail estará a salvo conosco. Nós também não gostamos de SPAM!
Nome completo:
Hidrossalpinge: saiba tudo sobre a doença

Quais são os sintomas da varicocele?

127


A exemplo do que ocorre no organismo feminino, os homens possuem um complexo sistema reprodutor, que precisa funcionar corretamente para que e sejam férteis. Determinados tipos de problemas podem afetar a fertilidade masculina. Um deles é a varicocele.

No artigo de hoje, falarei sobre a varicocele, seus sintomas, características, como é feito o diagnóstico e quais são os tratamentos indicados.

O que é varicocele?

A varicocele é uma condição que afeta as veias dos testículos, especificamente do cordão espermático. Trata-se da dilatação anormal dessas estruturas, responsáveis por drenar o sangue da região, provocando alterações que podem levar o homem à infertilidade.

Esse problema de saúde, conhecido também como varizes testiculares ou varizes do escroto, faz com que a temperatura dos testículos se eleve, assim como a toxicidade da região aumente, prejudicando a espermatogênese, processo de produção dos espermatozoides, gametas masculinos.

Características e graus da doença

A varicocele é um problema relativamente comum em homens mais novos com a faixa de idade entre 15 e 25 anos. O principal fator de risco para o desenvolvimento dessa doença é a idade. Além disso, fatores genéticos e também excesso de peso possuem influência direta.

A varicocele pode acometer os dois testículos, sendo considerada bilateral, ou apenas um, chamada de unilateral. Quando essa condição atinge somente um testículo, normalmente o homem tem o testículo esquerdo afetado devido a características anatômicas.

Existem 3 graus de gravidade da varicocele:

Grau 1

No primeiro grau, as varicoceles não são identificáveis a olho nu, mas podem ser sentidas no exame de palpação com a manobra de Valsalva, em que o médico pede ao paciente que bloqueie a saída de ar pela boca com a mão e faça força para expirar. Isso cria pressão e ressalta as veias dos testículos.

Como exame suplementar, pode ser realizada a ultrassonografia com doppler, aparelho capaz de identificar a vascularização da região investigada.

Grau 2

Nesse grau, a varicocele também é chamada de moderada e continua não sendo visível, porém pode ser facilmente detectada com a palpação e sem o auxílio de exames. Homens com esse grau tendem a sentir dores e sensação de peso na bolsa escrotal.

Grau 3

Esse é o mais elevado grau da doença. Existem grandes alterações que podem ser facilmente identificadas, como inchaço escrotal e presença de veias semelhantes às varizes que se formam nas pernas.

Homens com esse grau de varicocele têm risco aumentado de apresentar infertilidade.

Sintomas

Geralmente, a varicocele não apresenta sintomas, exceto pelo observado a olho nu em graus avançados da doença. No entanto, em alguns casos o homem pode relatar:

Alterações no formato dos testículos

Esse é um sintoma relativamente comum da varicocele e ocorre por conta da dilatação dos vasos ao redor dos testículos, que acabam se tornando irregulares e diferentes do seu aspecto normal ovoide.

Dor

Homens portadores da doença podem apresentar dores ao realizar qualquer atividade física ou até mesmo para se manter em pé. A pressão colocada sob o abdômen para realização de simples tarefas, como andar, faz com que as veias testiculares se dilatem, causando dor e incômodo.

Inchaço escrotal

O sangue represado nas veias testiculares causa inchaço escrotal, desconforto e incômodo. Essa falta de circulação do sangue também aumenta a toxicidade da região, aumentando o risco de infertilidade.

Infertilidade

Embora não seja comum, esse é o sintoma mais preocupante da doença, principalmente em homens durante sua vida fértil. Por elevar a temperatura da região testicular, a varicocele tende a diminuir a qualidade e a quantidade dos espermatozoides, fazendo com que o homem se torne infértil.

É relativamente frequente que mulheres não consigam engravidar pelo fato de seus parceiros serem portadores de varicocele.

Exames e diagnóstico

A varicocele pode ser diagnosticada depois da anamnese, exame físico e espermograma. Outros exames que auxiliam são o doppler estetoscópico e a ultrassonografia com doppler e somente um urologista pode fechar o diagnóstico.

Tratamento e reprodução assistida

O tratamento para varicocele é cirúrgico (a técnica mais indicada é a cirurgia por acesso subinguinal) e, embora possa reverter o problema, nem sempre a qualidade seminal dos pacientes que foram diagnosticados e até tratados é recuperada de modo satisfatório, diminuindo as chances de uma gravidez natural.

Às vezes, no entanto, isso pode acontecer após cerca de 6 meses e a parceira engravidar.

Quando os parâmetros seminais não melhoram, o casal pode recorrer às técnicas de reprodução assistida para ter um filho, principalmente:

Fertilização in vitro (FIV) com injeção intracitoplasmática de espermatozoide (ICSI), mais indicada e realizada atualmente;

Doação de sêmen (caso o homem permaneça com parâmetros seminais que não permitem nem a utilização da FIV, condição rara).

Embora a varicocele seja uma doença relativamente grave e problemática para questões de reprodução, é possível ter um filho sendo portador dela.

Para saber mais sobre varicocele, recomendo a leitura de outro artigo, que pode ser acessado nesse link.

0 0 vote
Article Rating


Compartilhe:

Facebook Whatsapp Linkedin

Último Post:


Se inscrever
Notificação de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments